quarta-feira, 9 de abril de 2008

Informes da Assembléia Geral de hoje, 09/04

































































































Nem o Sol escaldante foi capaz de conter as vontades democráticas dos estudantes na Assembléia Geral desta quarta-feira, que contou com a participação de mais de 1600 alunos inscritos, e cerca de 2 mil participantes, superando assim a Assembléia da última segunda, que teve um coro de pouco mais de 1300 estudantes. Em um clima de grande unidade pelo "Fora Thimoty", a assembléia, ao lado de fora da reitoria - no gramadão - deliberou por contraste visual e uma quase unanimidade pela manutenção da ocupação enquanto o reitor não renunciar. Ao som de "ocupa, ocupa, ocupa e resiste!" a plenária prosseguiu e deliberou também os seguintes encaminhamentos:
. Não negociaremos com a reitoria enquanto não houver religamento de luz e água;
. Construção de um Congresso Estudantil para ampliar a discussão acerca do REUNI e de demais questões educacionais na Unb;
. Manutenção do indicaticativo de greve estudantil;
. Pararalização da universidade, com mobilização, na sexta-feira - 09/04
. Construção de um dia Naciona de lutas do Movimento Estudantil, com ocupações simultâneas de reitorias
. Moção de apoio aos servidores, que foram coagidos pela reitoria - em conjunto com a segurança da universidade - a realizar um ato forjado e sem legitimação da prória associação dos servidores;

A luta continua, cada vez mais forte.

Fora Thimoty e companhia!

Um comentário:

Aninha Carol disse...

Gente, acho que não é bem assim. Quer dizer que quando a opinião é a mesma que a de vcs, é democracia, quando não é, é forjado?
Acho ótimo que o movimento mostre que nós não somos alienados e não aguentamos mais corrupção, ao contrário do que dizem os mais velhos. Mas não se pode perder o foco e acabar perdendo a razão. O principal motivo para a ocupação é sim a saída ou pelo menos o afastamento do Timothy e as outras pautas podem ser conseguidas depois, talvez com um novo reitor, que atenda aos nossos interesses.
Deve ser lembrado também que nós pedimos a saída do atual reitor devido o grande número de malefícios que ele causou para a universidade, por exemplo, desviando nossas verbas. Justamente por isso deve-se ter a consciência de que o movimento não pode prejudicar mais ainda a universidade, seja por quebradeira, seja por atraso de pagamento ou seja por greve. O Timothy não deve nos prejudicar ainda mais, gente!