quarta-feira, 9 de abril de 2008

Pela autonomia financeira

A ocupação sobrevive, forte e viva. Moções de apoio, ajuda financeira vindas dos estudantes, de sindicatos, dentre outras entidades que acreditam na luta pela democratização da Universidade de Brasília. Mas o movimento, que tem como caráter definitivo sua autonomia e horizontalidade, não pretende ter sua parte financeira dependente das doações sindicais.
Por isso, abrimos aqui este espaço para dizer que, muito em breve, camisas e cd´s com as músicas, que por sinal são ótimas, da ocupação estarão sendo comercializadas.
Por enquanto, quem quiser ajudar pode entrar em contato com o Serginho, da comissão de finanças: 84871640

A Ocupação da reitoria da Unb agradece.

5 comentários:

vsimoes disse...

Vocês tem todo o meu apoio. Só peço que, por favor, façam o possível para avançar nas discussões. Discutam autonomia universitária, o papel da universidade na sociedade, gestão democrática, reforma universitária .. . que encarem a ocupação como o pontapé inicial de um processo!

De mais a mais vocês estão de parabéns. Entretanto gostaria de pedir mais uma coisa: Que vocês comercializassem também DVD´s com os vídeos da ocupação, com a gravação das assembléias e o que mais for possível.

Obrigado!

CACS UFPR disse...

MOÇÃO DE APOIO DO CACS – UFPR

O Centro Acadêmico de Ciências Sociais da Universidade Federal do Paraná vem manifestar seu apoio integral à ação dos estudantes que ocuparam a Reitoria da UnB, em sinal de protesto contra o uso ilegal e imoral de recursos da Finatec, que deveriam ser utilizados na pesquisa.

O senhor Timothy Mulholland invoca o instituto da legalidade para deixar seu cargo. Terá ele consultado o cânone para o qual apela, ao se utilizar do dinheiro da pesquisa para satisfazer vaidades pessoais e exibir um panorama em total desacordo com a realidade nacional?

Terá este senhor consultado a legalidade ao cortar água e luz dos estudantes que ocupam a reitoria, como forma pacífica de manifestação contra as irregularidades protagonizadas por ele?

PELA DISCUSSÃO AMPLA E DEMOCRÁTICA DE TODA A PAUTA COLOCADA PELOS ESTUDANTES,

PELO CUMPRIMENTO DE TODAS AS PAUTAS COLOCADAS,

PELO RESPEITO ÀS MANIFESTAÇÕES ESTUDANTIS,

PELO REPÚDIO A TODAS AS AÇÕES REPRESSIVAS,

PELA CONSTRUÇÃO DE UM MOVIMENTO ESTUDANTIL DE LUTA,

CACS – UFPR

Camilla disse...

Nota Pública aos(às) Estudantes
da Universidade de Brasília - UnB
http://www.cfess.org.br/pdf/cfessmanifesta-ocupacaoUnB-09abr2008.pdf
Diante das denúncias, amplamente divulgadas na mídia, envolvendo a Reitoria da UnB e a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (FINATEC) na utilização de recursos públicos para fins particulares; e do protesto dos(as) estudantes da UnB contra esses fatos, que culminou com a ocupação da Reitoria dessa Universidade, o CFESS manifesta:

1. A utilização de recursos públicos para fins particulares causa profunda indignação e o CFESS defende em todos os espaços públicos e de representação em que participa que é imperativo que as apurações aconteçam, que os responsáveis sejam devidamente punidos e que os acusados devam se afastar de suas funções enquanto perdurar o processo de investigação.

2. O CFESS é favorável à livre manifestação das idéias e da manifestação política dos sujeitos individuais e coletivos e, neste sentido, repudia atos de violência que foram praticados contra os(as) estudantes por ocasião da ocupação da Reitoria. A violência interdita o papel que deve ter a Universidade Pública como espaço democrático de formação profissional e política.

3. O CFESS se posiciona contrário a todas as formas de privatização do Estado e de suas instituições e entende que a Universidade Pública tem o compromisso ético-político de formar as novas gerações na perspectiva da responsabilidade com o conhecimento crítico da realidade e da defesa das instituições públicas como condição relevante para a garantia da formação profissional, do acesso ao trabalho e da prestação dos serviços com qualidade à população.

4. No dia 15 de maio, em que comemoramos em todo o Brasil o dia do(a) Assistente Social, o CFESS, em parceria com todos os Conselhos Regionais de Serviço Social convida a categoria e toda a sociedade para debater sobre a realidade da precarização do Ensino Superior no Brasil e suas implicações no exercício das diferentes profissões acarretando danos irreversíveis às novas gerações e à população. A exemplo dos Cursos de Graduação à distância, que embora reconhecidos pelo MEC e incentivados amplamente pelo Governo Federal, não cumprem os dispositivos legais e as diretrizes curriculares coletivamente construídas no âmbito das profissões.

5. A luta dos(as) estudantes da UnB e sua respectiva pauta de reivindicações é demonstração da capacidade de resistência e de crítica frente às diferentes formas de deterioração das Instituições Públicas e das práticas autoritárias vigentes em nosso País e deve ser ouvida, discutida e tratada com respeito no âmbito da UnB e da Sociedade Brasileira.

O CFESS coloca-se na luta ao lado de todas as instituições e sujeitos coletivos contra os interesses corporativos; na defesa dos direitos, das políticas sociais, da Educação Pública, Gratuita, Laica e Presencial; pelo acesso ao trabalho de qualidade; contra todas as formas de arbítrio e na defesa da livre manifestação política.

Conselho Federal de Serviço Social – CFESS

Gestão 2008-2011 – Atitude Crítica para Avançar na Luta

Brasília, 09 de abril de 2008

Bernard Freire disse...

No decorre de todo esse processo vai ser dificutoso, mas não desistam, deixam suas ideias irem mais elém, lutem pelos seus direitos. Só saiam dai com uma resposta, continuem lutando, torço pra que tudo de certo, não desistem dessa ocupação, nem que interfiram.

Bernard, estudante de C.S - UNAMA

Ciência Brasil disse...

Quero comprar 2 camisas da Ocupação. Uma para mim e outra para minha noiva.

Usarei a camisa nas minhas aulas na UnB.

Parabens aos bravos alunos

Marcelo Hermes-Lima
Prof de Bioquimica Médica, UnB