domingo, 6 de abril de 2008

Observatório: algumas coisas sobre a mídia corporativa...

Como já esperávamos, a cobertura da grande mídia sobre a nossa ocupação tem sido distorcida e enviesada em alguns momentos. Devido a isto, montamos este espaço para esclarecer e desmentir informações erradas transmitidas por qualquer veículo de comunicação.


Apesar de ter sido publicado que o DCE-UnB lidera a ocupação, o movimento é completamente horizontal. Não há liderança nem de entidades nem de pessoas. Inclusive, o próprio DCE possui organização horizontal, sem presidente, como foi veiculado erroneamente.

A ocupação não é uma balbúrdia, como veiculado na capa do Jornal de Brasília do dia 05 de abril, sob o título E A BALBÚRDIA CONTINUA. O nosso movimento é pacífico e organizado, não houve qualquer dano exceto a danificação da porta arrombada, e temos amplo apoio da comunidade universitária, como pode ser visto pelas manifestações do grupo que permanece no andar térreo da reitoria.

O jornal Folha de São Paulo, em um ato de completa desonestidade e parcialidade, transmitiu notícias explicitamente caluniosas. Isto ocorreu apesar de termos aceitado a permanência de uma repórter do jornal conosco durante a primeira noite e a manhã do dia seguinte. Segundo a reportagem, 'a ocupação teve forró, debates e cheiro de maconha'. Uma das primeiras decisões que tomamos após feita a ocupação foi que seria proibido o consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilícitas. Esta determinação, feita de forma coletiva e consensual, tem sido obedecida por todos e de forma alguma houve consumo de maconha. A permanência da repórter foi sinal de um voto de confiança do movimento na equipe do jornal, porém a forma distorcida e caluniosa como foram veiculadas as notícias foi um sinal de completa falta de isenção por parte da equipe da Folha. Repudiamos este comportamento, e de agora em diante não faremos mais qualquer declaração ao jornal Folha de São Paulo.

4 comentários:

vsimoes disse...

Meus parabéns pelo observatório. É sucinto mas cumpre bem a proposta!

Amanda disse...

como converso com vocês da rádio?
tem um e-mail específico?
Amanda
Fortaleza - CE

Dusi disse...

Excelente frizar o carater horizontal da ocupação.

É preocupante a centralização do movimento em figuras: "presidentes" do DCE ou nos bravos colegas ocupantes da sala do reitor.

O movimento vai ser feito no vão de entrada. Se ele ficar ocupados vamos em frente. Se ele ficar fragil não teremos força.



A centralização é uma vontade dos que querem ceifar o movimento (ex reitoria quer neogciar com comissão de poucos alunos..).

joaoubirata disse...

Improvavel um movimento que se baseia em horizontalidade, mas que elegeu comissões diferenciadas para articular nas mais diversas áreas de interesse.

Vocês ficam se enganando dizendo que não há bagunça ou consumo de bebidas alcoolicas no local, logico que há qualquer idiota que passar lá vê isso.

Um movimento sem representatividade e muito tardio em relação a data em que a noticia foi publicada. Sendo que casos de irregularidade são muito mais antigos, e outros muito mais preocupantes do que gastar em patrimonio.

Espero sinceramente que isso acabe logo, não houve flagrante, as denuncias são investigadas, o reitor disse nao querer se afastar durante as investigaçoes. O predio da reitoria executa diversas outra funçoes importantes, longe daquelas que dão luxo ao reitor, mas por causa de gente que vem pedir algo que não compete a elas, que está fora da sua alçada, essas funcoes são proteladas... se querem crocodilar o reitor vai no predio dele fazer arruaça, não na reitoria.

Depois pra que ninguem nem responda nem assuma responsabilidades, vem me falar de horizontalidade. Na hora de responsabilizar e culpabilizar já se tem uma figura, na hora de assumir os estudantes fogem, é ridiculo isso.